Economia
0

Páscoa terá menos lançamentos

A Páscoa deste ano virá com menos lançamentos em meio à queda no consumo em razão da retração econômica. A Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab) aposta na tradição de dar ovos de presente para reverter a queda expressiva de vendas de 2016, ano descrito pelo setor como “difícil”. […]

Páscoa terá menos lançamentos

A Páscoa deste ano virá com menos lançamentos em meio à queda no consumo em razão da retração econômica. A Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab) aposta na tradição de dar ovos de presente para reverter a queda expressiva de vendas de 2016, ano descrito pelo setor como “difícil”. Mas o número de lançamentos caiu de 147 no ano passado para 120 este ano.

De acordo com a Abicab, apesar dessa diminuição no número de lançamentos, houve maior diversificação de produtos para atender à demanda do consumidor, com ovos de variados tamanhos e faixa de preço mais ampla para atender a todos os bolsos. E nos lançamentos, as fabricantes optaram por misturar novos produtos aos tradicionais.

Apesar de a Páscoa ainda ser considerada a principal data para o setor de chocolates, o volume produzido para o período caiu de 2015 para 2016: de 19,7 mil toneladas para 14,3 mil no ano passado. O volume de 2017 não foi calculado pelo fato de a indústria ainda estar em produção para a data, mas a associação prevê que repita a quantidade do ano passado. Em 2015, foram 80 milhões de ovos, ao passo que em 2016 foram 58 milhões.

De acordo com Ubiracy Fonseca, presidente da Abicab, o volume de vendas na Páscoa do ano passado caiu 27%, seguindo a queda na produção. “O ano passado foi atípico, difícil, complicado para todos nós. Mas estamos recuperando essa produção”, diz.

De janeiro a setembro de 2016, a produção geral da indústria de chocolate, segundo a Abicab, teve crescimento de 13% em relação a mesmo período de 2015. Para a entidade, o setor está otimista com as vendas deste ano em virtude de a Páscoa cair em meados de abril, mais distante do começo de ano, quando os brasileiros têm despesas como IPVA, IPTU e material escolar, e também pela economia dar primeiros sinais de recuperação. No ano passado, a Páscoa caiu em 27 de março. “As empresas analisaram o mercado e o cenário é longe de ser ótimo, a recuperação é lenta, mas estamos otimistas que 2017 será melhor que 2016”, diz Fonseca.

Tamanhos dos ovos – No ano passado, as fabricantes de chocolate apostaram em ovos menores para atender a um público com menos dinheiro para gastar. A média de tamanho de ovos passou de 400 gramas em 2015 para 250 gramas em 2016. Essa média deve ser mantida este ano.

Queda em ranking de consumo – O Brasil caiu de posição em relação ao consumo per capita de chocolate no mundo, de 3º para 5º lugar, mas mantendo o mesmo patamar do ano passado de 2,5 kg/ano.

Compartilhar:
  • googleplus
  • linkedin
  • tumblr
  • rss
  • pinterest
  • mail

Escrito por trcom

There are 0 comments

Leave a comment

Want to express your opinion?
Leave a reply!