Psicologia
0

Eternos aprendizes

| Clarissa Alves Psicóloga – CRP 07/26782 | Jaqueline A. Freitas Psicóloga – CRP07/23917 Somos eternos aprendizes no palco chamado vida. Há uma música conhecida que descreve “a beleza de ser um eterno aprendiz”. Sob esse ponto de vista, podemos considerar que a saúde emocional irá depender da forma como decidimos vivenciar os acontecimentos diários […]

Eternos aprendizes

| Clarissa Alves
Psicóloga – CRP 07/26782

| Jaqueline A. Freitas
Psicóloga – CRP07/23917

Somos eternos aprendizes no palco chamado vida. Há uma música conhecida que descreve “a beleza de ser um eterno aprendiz”. Sob esse ponto de vista, podemos considerar que a saúde emocional irá depender da forma como decidimos vivenciar os acontecimentos diários enquanto um aprendizado.

Podemos experenciá-los como perdas e nos submetermos ao sofrimento diante da frustração de nossas expectativas, dos sonhos idealizados, das metas não alcançadas, de tudo aquilo que nos foi prometido e não aconteceu. Por outro lado, sob um outro viés, mudar implica justamente em obter novos conhecimentos e, consequentemente, transformá-los em diferentes experiências e aprendizados.

Dessa forma, ser aprendiz é expandir os horizontes, questionar, resgatar a própria individualidade, manifestar-se diante dos meios de comunicação imparciais e emburrecedores, que buscam nivelar as pessoas a um único padrão de comportamento. É expandir a capacidade de pensar, questionar, repensar! É aprender uma nova lição a cada dia, evitando a repetição dos mesmos padrões de comportamento.

Precisamos estar dispostos a aprender, buscar o autoconhecimento! Enquanto estivermos apegados ao que somos e não nos dispusermos a arriscar o que podemos ser, ficaremos apenas como expectadores de nossa vida. Afinal, somos eternos aprendizes! Algo de nós sempre vai existir em tudo o que produzimos. Deixamos um pouco de nós e levamos um pouco do outro.

E você? É atuante ou mero expectador da sua vida?

Compartilhar:
  • googleplus
  • linkedin
  • tumblr
  • rss
  • pinterest
  • mail

Escrito por trcom

There are 0 comments

Leave a comment

Want to express your opinion?
Leave a reply!