Saúde
0

Vacinação contra gripe começa em abril

A campanha de vacinação contra a gripe começou no dia 10 de abril no Rio Grande do Sul neste ano. De 10 a 18 de abril a campanha será direcionada prioritariamente para o público das gestantes e das crianças, que neste ano tiveram a faixa etária estendida, abrangendo agora as maiores de 6 meses e […]

Vacinação contra gripe começa em abril

A campanha de vacinação contra a gripe começou no dia 10 de abril no Rio Grande do Sul neste ano. De 10 a 18 de abril a campanha será direcionada prioritariamente para o público das gestantes e das crianças, que neste ano tiveram a faixa etária estendida, abrangendo agora as maiores de 6 meses e menores de 6 anos de idade. A partir do dia 22 de abril, os demais grupos – como as pessoas acima dos 60 anos, doentes crônicos e professores – podem procurar a dose nas Unidades Básicas de Saúde do seu município. No total, são mais de 3,7 milhões de pessoas elegíveis para a vacina, e a meta é alcançar 90% delas.

As crianças e gestantes foram priorizadas para a campanha neste ano já que foram as que menos se vacinaram em 2018. Os dois grupos puxaram para baixo a cobertura no estado ano passado, que fechou em 85% do total de pessoas elegíveis para a campanha. As crianças (que na época eram imunizadas com até 5 anos), tiveram índice de 67% enquanto nas gestantes o resultado ficou em 72%.

Onde pode ser encontrada – Na rede pública, a vacina trivalente está disponível para crianças de 6 meses a 5 anos de idade, gestantes, maiores de 60 anos, profissionais da Saúde, pessoas de qualquer idade com doenças crônicas (como diabetes, doenças cardíacas e respiratórias, imunocomprometidos, entre outras) e população indígena e privada de liberdade. Na rede privada, as vacinas trivalente e quadrivalente estão disponíveis para pessoas a partir de 6 meses, sem restrições de idade.

Composição da vacina atualizada 

A vacina contra a gripe protege contra três tipos de vírus Influenza: A (H1N1), A (H3N2) e B. Em relação à vacina do ano passado, a dose foi atualizada com subtipos diferentes nas cepas H3N2 e B, por isso a importância em se repetir a dose nesta temporada.

A vacina é produzida com vírus mortos, sem risco de causar infecção. A recomendação é que seja administrada ainda durante a campanha. Como a imunização leva em torno de 15 dias até gerar proteção ao organismo, com a vacinação neste período, a pessoa já chegaria mais segura ao inverno, época do ano na qual a circulação da doença aumenta.

Prevenção – Além da vacina, o Ministério recomenda à população medidas gerais de proteção, como a constante lavagem das mãos, principalmente antes de consumir algum alimento, e a adoção da etiqueta respiratória, que consiste em espirrar na parte de dentro dos cotovelos e cobrir a boca ao tossir, visando à redução do risco de infecção pelo vírus. Também não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas. É importante alertar para sinais e sintomas de gravidade par aa busca imediata de avaliação em uma unidade de saúde.

Quando apresentar sintomas de gripe deve-se evitar sair de casa durante o período de transmissão da doença (até sete dias após o início dos sintomas), evitar aglomerações e ambientes fechados, procurando manter os ambientes ventilados e adotar hábitos saudáveis, como alimentação balanceada e ingestão de líquidos.

vacinação gripe site

Grupos prioritários

– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)
– Gestantes (em qualquer tempo gestacional)

Grupos que podem receber a vacina

– Crianças de 6 meses a menores de 6 anos de idade (5 anos, 11 meses e 29 dias)
– Gestantes (em qualquer tempo gestacional)
– Puérperas (mulheres até 45 dias após o parto)
– Pessoas com 60 anos ou mais
– Povos indígenas aldeados
– Trabalhadores de saúde dos serviços públicos e privados
– População privada de liberdade e funcionários do sistema prisional
– Professores de escolas públicas e privadas
– Portadores de doenças crônicas

 

Compartilhar:
  • googleplus
  • linkedin
  • tumblr
  • rss
  • pinterest
  • mail

Escrito por trcom

There are 0 comments

Leave a comment

Want to express your opinion?
Leave a reply!